n TOMAZ LUIZ NAVES
n PROFISSÃO: ADVOGADO
n ESTADO CIVIL: CASADO em 11 de abril de 1970
n ESPOSA: LUCRÉZIA SCALABRINI NAVES - Professora
n FILHOS: Leonardo Scalabrini Naves, casado -
    Engenheiro civil, do trabalho, de segurança e do meio ambiente.

    Ricardo Scalabrini Naves, advogado.

 
 

DADOS PESSOAIS
Nascido em Romaria - MG ( ex - Água Suja ) cidade do Santuário de Nossa Senhora da Abadia, em 12-08-1943, filho de Tancredo Naves e Luzia Pires Naves, tendo os seguintes irmãos em ordem de nascimento: Tancredo Antônio Naves - advogado, jornalista, ex deputado estadual, ex secretário de Esporte do Governo de Minas Gerais; José Luiz Naves - advogado; Nice Rosemira Naves - advogada; Tomaz Luiz Naves - advogado; Neila Nice Naves - formada em Letras e, Neida Josina Naves - advogada.


 

ESCOLARIDADE
Grupo Escolar Santa Maria Gorete, em Romaria M.G., admissão em Araxá, no Ginásio Dom Bôsco, o colegial no Seminário Diocesano em Santos, Clássico no Colégio Estadual de Belo Horizonte, técnico de contabilidade Colégio Tancredo Guimarães, Faculdade de Direito em Uberaba - FIURB.


TRABALHOS
Fornecedora de Peças Ltda., 1964 a 1965; Diários e Emissoras Associadas de 1965 a 1977, quando montou seu escritório de advocacia onde trabalha até hoje. Foi presidente do Clube Forense ( Clube de advogados e serventuários da Justiça ), vice-presidente Jurídico do Glorioso América Futebol Clube.



MAÇONARIA
Iniciado em 27 de agosto de 1982, na Augusta e Respeitável Loja Simbólica "Moral e Razão" 023, filiada à Grande Loja Maçônica de Minas Gerais; elevado em 04-12-1982; exaltado em 26-02-1983 e Instalado Venerável Mestre em 17-05-1983; com apenas 09 meses já era Venerável Mestre de sua Oficina.

Grande Primeiro Vigilante de junho de 1991 até janeiro de 1994, quando assumiu o Grão Mestrado até 01-07-1994.

Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, de 01 de julho de 1987 a 01 de julho de 2000, conseguindo fazer o seu sucessor, com uma diferença de votos de mais de 50% ( o único Grão-Mestre que conseguiu fazer o seu sucessor até hoje na Grande Loja ). Neste período, conseguiu unir as três obediências de Minas Gerais, tendo conseguido um feito sempre sonhado e que muitos achavam impossível.

Novamente eleito Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, em maio de 2003, tendo tomado posse em 01 de julho de 2003 para cumprir um mandato até 01 de julho de 2006 ( eleito como oposição ) mostrando assim, uma vez mais, que o único Grão-Mestre a conseguir fazer sucessor foi Tomaz Luiz Naves.