n Bombeiros Voluntários de Caratinga

 

Todas as cidades precisam possuir uma infra-estrutura condizente com o seu porte. Qualquer cidade com mais de 50.000 habitantes necessita de uma estrutura de Defesa Civil pronta para atender as situações emergenciais que surgirem.

Em Caratinga a Prefeitura Municipal em 1996 através do Prefeito Dário Grossi já se preocupava com isso. O então Prefeito procurou o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais solicitando a implantação na cidade de uma fração daquela Corporação. O CBM-MG se dispunha a implantar uma unidade na cidade, desde que a Prefeitura lhe fornecesse a estrutura necessária. O Projeto foi desenvolvido pelo próprio Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e o custo da estrutura solicitada ficou acima deR$ 1.000.000,00, valor totalmente impossível de ser repassado pela Prefeitura de Caratinga, pois representava na época aproximadamente 10% do seu orçamento anual.

Sem a estrutura solicitada, foi descartada a implatação do Corpo de Bombeiros Militar na cidade.
Em março de 2002 aconteceu um incêndio em um comércio (sapataria) no centro da cidade. O fogo foi combatido de forma amadora por populares. Junto aos destroços da Sapataria Mila nasceu o Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga.

Em 28 de abril de 2002 foi realizada no Gabinete do Prefeito Ernani Campos Porto uma reunião aonde compareceram representantes de diversos segmentos da sociedade, oportunidade em que foi criado o Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga.

Na criação de uma ONG nesse segmento é fundamental a participação dos mais diversos segmentos da sociedade e, para tal foi criada uma comissão com a finalidade de disseminar a idéia. Essa Comissão era formada por pessoas que tinham interesse direto na criação do Corpo de Bombeiros Voluntários: COPASA, Policia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviárias Federal e Estadual, Polícia Florestal, Associação Comercial e Clube dos Diretores Logistas.

O primeiro passo dessa Comissão foi contatar o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville em Santa Catarina. Aquela instituição já funciona a mais de 110 anos possuindo larga experiência no assunto. Junto ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville funciona a Associação dos Bombeiros Voluntários de Santa Catarina que reúne os Bombeiros Voluntários existentes em mais de 20 cidades daquele estado.

Com base nas informações recebidas foi preparada e registrada a documentação necessária para a criação da ONG e eleita sua primeira Diretoria. A Assembléia Geral da ONG foi formada com representantes de todas as associações de classe existentes na cidade, pelas Lojas Maçônicas, pelos Clubes de Serviço, dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e outros segmentos de vulto na região. Com isso conseguiu-se o envolvimento de toda a comunidade com a idéia.


 


 

Para equipar o Corpo de Bombeiros Voluntários a COPASA cedeu um caminhão-pipa e uma camionete saveiro. Ambos os veículos eram usados e seriam sucateados pela Empresa. Os veículos foram reformados e adaptados nas oficinas existentes em Caratinga e, até a presente data ainda prestam serviços à Instituição(veja fotos).

Os primeiros Voluntários forma treinados pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais e a partir daí passaram a ser multiplicadores.

Para manutenção do Corpo de Bombeiros Voluntários a Prefeitura Municipal de Caratinga destina mensalmente a verba de R$ 7.000,00 e repassou para a Instituição a exploração da Área Azul(estacionamento de veículos) da cidade. Como contra-partida o Corpo de Bombeiros Voluntários presta assistência nas emergências médicas, independente do tipo das mesmas.

Após sua criação o Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga recebeu por doação mais 4 viaturas: três ambulâncias(uma Besta, uma Ipanema e uma Kombi) repassadas pela Câmara Municipal de Caratinga, Polícia Rodoviária Federal e Viação Rio Doce).


 


 

Para se ter uma idéia dos serviços prestados pela Instituição, no mês de setembro foram atendidas 283(duzentas e oitenta e três) ocorrências, assim classificadas:

TRAUMAS
- Atropelamentos - 05
- Colisão e capotamento de veículos motorizados ou não - 29
- Agressão física com arma branca ou de fogo -06
- Quedas - 22
- Corte Contuso - 03
- Fraturas - 02
- Afogamentos - 01
- Dor nos membros - 02
- Politraumatismos - 03

CLÍNICOS
- Assistência ao parto - 07
- Paradas cardio-respiratórias - 01
- Distúrbios psiquiátricos - 14
- Intoxicação exógena - 11
- Tentativa ou consumação de suicídio - 03
- Desmaios - 13
- Acidente Vascular Celebral - 10
- Dispnéia - 10
- Convulsão - 13
- Dor pré-cordial - 15
- Lombalgia - 03
- Cólica abdominal - 01
- Cólica Renal - 06
- Cefaléia - 03
- Desnutrição - 01
- Mal súbito - 05
- Bronquite - 01
- Vômitos - 04
- Hipertensão - 04
- HIV positivo - 01
- Febre - 06
- Hemorragias - 07
- Transportes diversos - 22
- Alcoolismo - 15

OUTROS
- Apoio a eventos e a ações das Policias Civil e Militar - 14
- Captura de animais - 01
- Recusa de atendimento - 07
- Corte de árvores - 01
- Acidente Doméstico - 01
- Acidente causado por animais - 01
- Busca aquática de corpos - 01
- Incêndios florestais, urbanos e em veículos - 08


Como pode se observar são os mais variados os tipos de atendimentos.

Ressaltamos que a participação da Maçonaria de Caratinga foi fundamental na implantação do Corpo de Bombeiros Voluntários e, continua sendo na sua manutenção. A primeira diretoria tinha como Presidente, Secretário, Tesoureiro e Segundo Tesoureiro maçons pertencentes aos Quadros das Lojas da cidade. Na atual diretoria, a segunda desde a fundação da Instituição, manteve-se o número de maçons (Presidente, Vice-Presidente, Secretário e Segundo Secretário).

O Corpo de Bombeiros Voluntários de Caratinga vem servindo de exemplo para a região e já se encontra em processo de implantação o Corpo de Bombeiros Voluntários de Manhuaçu.

Salientamos que a implantação de uma ONG desse tipo não é difícil, basta vontade e envolvimento de pessoas comprometidas.

Qualquer informação ou apoio sobre o assunto poderá ser solicitado ao seguinte endereço:

LOJA MAÇONICA CARATINGA LIVRE
- Rua Raul Soares, 194
- Caixa Postal 33
- 35300-000 - Caratinga - Minas Gerais

ou com o Ir:. Antonio Barbosa Filho
- Rua Geraldo Alves Pinto, 85 Apto 90
- 35300-049 - Caratinga - Minas Gerais
- Telefones: (33) 3321 6969 ou (33) 9191 6967
- E-mail: abarbosafilho@uol.com.br